Produto: Semijoias

No artigo anterior, conversamos sobre a importância do conhecimento para a revenda de semijoias. De uma forma mais ampla, apontamos os benefícios que esse conhecimento pode gerar nas vendas e em nós mesmos. Além disso, falamos sobre as áreas que precisam de atenção e sobre as quais devemos sempre buscar nos informar. Uma delas é o produto, ou seja, a semijoia. Além das estratégias de venda ligadas às peças, como diversificá-las, testá-las e estar atenta às ofertas, uma revendedora precisa saber todos os detalhes sobre os produtos que está vendendo, inclusive sobre conservação, cuidados e constituição. Dessa forma, poderá explicar às suas clientes cada detalhe e, além de ajudá-las com informações úteis, mostrar que entende do assunto. Vamos lá?

1. Evite o contato excessivo com a água. A água do mar ou o cloro acrescido à água doce podem desgastar as peças.

2. Tenha cuidado com produtos de limpeza. Se for fazer uma faxina, é bom retirar um pouco as peças que podem entrar em contato direto com os produtos. Eles costumam ser abrasivos e podem deteriorá-la.

3. Espere os cosméticos secarem! Como assim? Não é o caso de deixar de usá-los, mas evite colocar brincos e colares antes de aplicar tintura de cabelos, perfume e maquiagem, por exemplo. Faça sua produção, aguarde alguns minutos e só depois acrescente suas semijoias, evitando que os produtos utilizados reajam com as peças.

4. Guarde as peças com prudência. Quanto melhor você armazenar as semijoias, mais conservadas elas ficarão e por mais tempo. Apesar de as mulheres aprenderem desde cedo a guardar suas joias em um porta joias, essa não é a melhor forma de manter seus acessórios e pode até reduzir a vida útil deles. O atrito entre as diferentes joias em um mesmo espaço expõe a danos, portanto o melhor é guardar cada peça em um saquinho diferente, para que durem muito mais.

5. Atente-se ao risco de queda. As peças com cristais ou pedras naturais podem quebrar em casos ou ficarem arranhadas.

6. Não faça polimento excessivo nas peças, pois semijoias não foram feitas para isso. Se você leva suas semijoias para algum profissional, avise-o que elas são folheadas.

7. Sempre que necessário ou após ter tido contato com produtos de beleza, procure lavar a peça usando sabão neutro. Deixe escorrer bastante água e, depois, enxugue bem.

8. Procure por uma flanela para lustrar suas peças com segurança. Um possível escurecimento de oxidação causado por ácido úrico, produtos químicos ou forte incidência de luz pode ser facilmente removido com ajuda de uma flanelinha limpa.

Conhecimento

O conhecimento, em geral, é considerado um fator de entusiasmo. Por isso, uma boa revendedora de semijoias é aquela que conhece as características do seu produto; os produtos concorrentes e o mercado de revenda; a empresa que representa; e, claro, seus clientes. Mas você pode estar se perguntando: por que é necessário ter tanto conhecimento? Segue, então, uma listinha que pode responder sua pergunta! Uma revendedora precisa de conhecimento para:

1. Ter coragem, pois existe um grande receio dos principiantes (e até mesmo de alguns veteranos) em não saberem responder a um cliente.
2. Alcançar sua própria satisfação pessoal, pois é sempre bom aprender coisas novas.
3. Falar com confiança sobre os produtos para outras pessoas que revendem semijoias, a fim de trocar experiências.
4. Vencer, com mais facilidade, às objeções de seus clientes. Quando uma cliente reclama do valor de uma peça, por exemplo, a revendedora deve mostrar a relação custo-benefício e, para isso, precisa conhecer como ninguém aquilo que vende.
5. Descobrir cada vez mais vantagens sobre a utilização dos seus produtos e tirar vantagens disso, apresentando diferenciais às clientes.
6. Enfrentar seus concorrentes apresentando fatos e razões que comprovem as qualidades das semijoias que vende.
7. Conquistar seus clientes e ser vista não apenas como uma revendedora, mas como uma amiga em quem se pode confiar.

Como alcançar o conhecimento?

Uma das formas de se informar sobre as semijoias que irá vender, o mercado, a concorrência e a empresa é ler revistas e livros sobre o assunto, assim como fazer pesquisas na internet, principalmente nos canais de comunicação da empresa. Tire suas dúvidas através do site, das redes sociais e dos telefones de contato. Se possível, visite as lojas ou os escritórios e converse com os funcionários. Além disso, utilize as semijoias que vende. Experimente as peças e torne-as parte fundamental do seu visual diário.
Outra maneira de aprender é dialogando com as clientes. Escute o que elas têm a dizer e entenda suas necessidades. Esse é o aprendizado mais importante que uma revendedora pode ter. A troca de informações é fundamental para que a revendedora ofereça o produto certo para a cliente certa no momento adequado.

Conhecimento gera confiança

Por fim, quando temos conhecimento sobre um assunto, adquirimos confiança em nós mesmos e passamos a trabalhar mais facilmente questões como postura, relacionamento, questionamento, compreensão, posicionamento e verificação. A confiança é um pré-requisito para ser uma revendedora de sucesso, pois se confiamos em nosso trabalho e em nossas palavras, passamos isso para os clientes e, consequentemente, eles conseguem ver a qualidade e o diferencial das semijoias que revendemos, tornando-se clientes fiéis.